Gastronomia Conheça os melhores produtores de vinho

Conheça os melhores produtores de vinho

Este ano a WAWW (Word Association of Whiters and Journalists of Wines and Spirits – Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores), atualizou a lista dos maiores produtores de vinho do mundo. O Brasil encontra-se entre o 13º colocado. Os cinco no topo da lista são Estados Unidos, França, Espanha, Itália e Austrália.

Aqui no Brasil existem muitas rotas do vinho atrativas e o posicionamento no World Ranking Countries 2015 demonstra o potencial para crescer que nosso país possui. Tão interessante quanto conhecer a lista dos maiores produtores de vinho do mundo é saber como visita-los e agendar degustação para as tão saborosas bebidas dos deuses.

Dentre os maiores produtores de vinho, selecionamos algumas rotas que você não pode deixar de conhecer em sua próxima viagem.

Califórnia

Napa Valley: Robert Mondavi Winery

As vinícolas em Napa Valley são realmente fantásticas, verdadeiras joias. A região concentra o maior número de vinícolas do mundo e engloba cinco das mais importantes cidades vinícolas, sendo elas a American Canyon, Calistoga, Santa Helena, City of Napa e Yountville.

Das vinícolas que você não pode deixar de visitar, destacamos a Robert Mondavi Winery (Robert Mondavi é conhecido como “o pai do vinho da Califórnia), possui rótulos prestigiados como Robert Mondavi Napa Valley Cabernet Sauvignon Reserve e Robert Mondavi Private Selection Chardonnay.

Você pode conferir maiores informações no site www.robertmondaviwinery.com. O site está em inglês e permite acesso apenas para maiores de idade. No site é possível verificar todos os rótulos da vinícola e agendar uma visita para tours e degustação.

Napa Valley: Rubicon Estate Wenery

Francis Ford Coppola é produtor, roteirista, cineasta e foi diretor da internacionalmente conhecida trilogia “O Poderoso Chefão” (The Godfather). Lembra dele? Ele é, também, o dono de uma das vinícolas californianas de maior prestigio, a Rubicon Estate, localizada na AVA Rutherford na porção central do Vale do Rio Napa.

Antes de iniciar a visita você ganha um passaporte que contem um pouco da história do lugar e algumas páginas em branco para que você possa fazer
anotações sobre os vinhos que degustar.

Itália

Toscana: Vinícola Petra

Com uma arquitetura admirável e mais de 300 hectares cobertos por vinhedos e olivais, encontra-se um dos projetos de vinícola de beleza poética de Toscana, a Petra. Os vinhos de Petra, ano após ano, vêm obtendo notas de degustação cada vez mais elevadas. Entre os rótulos de alta qualidade encontrados no Brasil estão o Alto Sangiovese IGT Toscana Rosso, Potente IGT Toscana Rosso, Quercegobbe IGT Toscana Rosso e o Petra IGT Toscana Roso.

Toscana: Cantina Antinori

A Cantina Antinori é a nova adega sede do grupo Marchesi Antinori, localizada em San Casciano Val di Pesa. Assim como a Petra, a vinícola Antinori possui uma belíssima arquitetura. Nada de tons pasteis e ar de “casa antiga”, a Antinori é construída com materiais naturais como tijolo, madeira e ferro, mas o resultado é uma arquitetura moderna, verdadeiro cartão postal.

Lá é possível aprender as diversas etapas de produção do vinho, fazer visita guiada e finalizar com visita ao museu Antinori.

Argentina

Mendoza: Pulenta Estate

Mendonza tem a vinicultura como sua principal atividade econômica e, desde que abriu as portas de suas vinícolas para visitação, impulsionou consideravelmente o turismo na região.

Pulenta Estate é uma jovem adega, criada em 2002 que, apesar da idade, leva em suas raízes a tradição da família da vinicultura. A 980 metros do nível do mar, Pulenta situada na região de Luján de Cuyo, cujos proprietários são os irmãos Hugo e Eduardo Pulenta. A vinícola possui cerca de 300 hectares de vinhedos. A Aproximadamente 40 quilômetros do centro de Mendonza, antes de chegar a vinícola, é possível admirar o vulcão Tupungato, na Cordilheira dos Andes. A entrada é bem simples, possui uma placa com o nome da vinícola e muros baixos, supervisionada por um segurança que controla o fluxo de entrada e saída.

Não se deixe enganar pela simplicidade da entrada. Ao adentrar, é possível avistar uma pequena casa muito estilosa. Somente ao entrar nesta pequena construção é que o visitante é informado que todo o processo de produção é realizado no subsolo.

Mendoza: Andeluna

Andeluna fica no Valle de Uco, com terras que estão a cerca de 1.500 metros acima do nível do mar, o que favorece, e muito, a qualidade de seus vinhos. É uma relativamente nova, não mais que duas décadas, que vem ganhando força e visibilidade dada à qualidade dos vinhos que produz.